fbpx

Sobre Mim

Oi, eu sou Pablo Melo, especialista em emagrecimento, e criador da dieta 33 dias e do método 33.

Você já tentou fazer uma dieta? Passou vontade comer algo e principalmente fome? Ficou com dúvidas se realmente teria resultados? Começou uma dieta e parou? Prometeu pra você mesmo que começaria na segunda feira e não começou? Comeu muito no final de semana e depois precisou se matar na academia pra ficar com a consciência limpa? Briga todos os dias com a balança, com suas roupas, espelhos e se sente a cada dia acima do peso? Desde criança sofria com sobrepeso, e, por consequência, baixa autoestima, então desenvolvi esse método poderoso de emagrecimento para resolver o meu problema de obesidade..

Fiz esse método primeiro para resolver o meu problema de peso e autoestima. Desde criança sofro com sobrepeso, e, por consequência baixa autoestima. Fui chamado de “baleia” e de outros “apelidos” pelos meus colegas de infância, e esses foram motivos para minha transformação.

Lembro que aos 10 anos escutei de um amigo assim “Como você tem coragem de ficar sem camisa na rua, mostrando essa barrigona”, e foi a partir de momentos como esse que fui em busca da minha mudança.

E tudo começou, como talvez você também ja tenha feito. O conselho que recebi foi: coma alimentos “lights”, “diets” e faça muito exercício, o que importa são as calorias. E ao longo de toda trajetória descobri que esse é um dos piores caminhos.

O tempo passou e aos 17 anos estava ainda mais preocupado com meu corpo. Fui atrás de profissionais e dicas  para me ajudar. Era a fase do namoro, e eu tinha dificuldades com as paqueras.

Recebi as mesmas instruções: “coma pouco, pois o que importa são as calorias” , fui seguindo, fazendo tudo que me mandavam, apesar de ser muito difícil. Desisti de emagrecer centenas de vezes. Ficava nesse quero e não quero.

A primeira dieta que fiz foi assim, veja se você conhece: café da manhã: bolachinha integral, pão integral, iogurte zero, margarina com queijo branco sem sal, uma fruta, café com leite desnatado. O almoço era pior ainda: salada (alface, tomate) com frango, ou batata doce com frango seco. Os lanches eram frutas, barrinha de cereal ou queijo polenguinho.

Hoje entendo se você precisa de lanches, ou seja,  se tem fome a todo momento. Isto provavelmente porque sua dieta está errada.

Naquele tempo achei que era necessario comer de 3 em 3 horas, para acelerar o metabolismo. Quanta inocência.

Depois dessa dieta descobri  e entendi o que era compulsão.

Percebi o quanto era difícil fazer dieta, sentia uma fome, uma solidão e uma vontade enorme de comer doce. E o pior, tanto esforço e sem aquele número na balança baixar nas mesmas proporções.

Me falaram que era só preciso força de vontade (e muita força),e que eu conseguiria.

Daqui a pouco entendera e percebera que não precisa de tanta força de vontade assim. Neste momento, poderá canaliza-la para outros projetos.

Fiz isso repetidas vezes, mudando a dieta (baixa caloria e muitos exercícios)  mas seguindo os mesmo princípios. Percebi então que o efeito não era o mesmo, ficava cada vez mais difícil emagrecer.

Comecei a estudar por conta própria, e descobri muitas correntes, algumas delas diferentes do tradicional.

Resolvi fazer medicina para poder entender mais do assunto e complementar meus estudos. Entendi que a base de tudo era a fisiologia e comecei a entender os hormônios e como eu poderia usá-los para emagrecer.

Fiz cursos na área de nutrologia, que muito me ajudaram a ver as coisas de outra forma.

Comecei a entender que tinha algo muito errado e que essa fórmula (comer poucas calorias e se exercitar mais) funcionava para muito pouca gente e por um período apenas.

Achei uma fórmula inicial, que ia de encontro a tudo, fazia exatamente ao contrário, e acreditem: não tinha compulsão, não sentia fome, ea s comidas eram deliciosas. Foi então que nos meus primeiros 33 dias eliminei (porque não ganhei de volta) 8 kg.

O que mais me surpreendeu foi que minha sinusite, minha rinite e minhas dores de cabeça, todas umiram. Sem falar na azia… parei de usar omeprazol, pois tinha uma queimação diária no estômago.

Percebi ainda outras melhoras na saúde: minha concentração nos estudos melhorou, fiquei mais alegre, aqueles dias depressivos sumiram. Depois estudando, entendi o porque de tudo isso ter acontecido.

Aconteceu uma grande diferença em relação a outras dietas: deixou de ser um “dieta” e tornou-se um estilo de vida. A partir desse momento, parei de fazer dieta.

E os resultados começaram a aparecer naturalmente.

E como surgiu o Método 33


Nem tudo foram flores.

Mesmo com resultados tão bons, comecei um processo de auto sabotagem. Entao,  percebi que precisava resolver as questões emocionais relacionadas a comida. Percebia que seu eu ficasse sozinho , atacava tudo, se tinha um dia estressante também. Tudo porque aprendi, ao longo da vida,  a descontar emoções tanto positivas quanto negativas na comida.

Me perguntei o que fazer?

Este foi o momento que comecei a estudar a mente e como ela funcionava com dietas e emagrecimento.

Algumas pessoas resolvem suas questões apenas com a alimentação, mas se você for como eu, que lutou a vida toda contra a balança, vai entender que precisa desse algo a mais.

Fui fundo no conhecimento da mente humana, no processo de emagrecimento e entendi que não era só saber o que comer, que não era só ficar sem compulsão, sem fome…

Havia um algo a mais emocional, existia uma ligação emotiva com a comida. Fui resolver a minha questão primeiro,.

Estudei nas maiores instituições de coach do país,; fiz cursos de hipnose clinica e muitos outros de desenvolvimento humano; estudei com T harv  Eker, no Quantum Leap, além de ler outras centenas de livros e assistir diversas palestras.

E assim, cheguei na fórmula do método 33.

Com o coaching pude ajudar centenas de pessoas no atendimento individual e em grupo: elas conseguiram ter mais foco; mais perserverança; descobriram os sabotadores; atingiram suas metas de forma sustentável.

Toda essa transformação, alia o coaching com a alimentação proposta no método, aquela que aprendi estudando muito, lendo livros, artigos, participando de muitos congressos.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
//]]>